A EFICIÊNCIA INFORMACIONAL DO MERCADO DE ADRS BRASILEIROS: UMA ANÁLISE COM TESTES DE AUTO-CORRELAÇÃO, RAIZ UNITÁRIA E COINTEGRAÇÃO

Adriano Leal Bruni

Resumo


A hipótese de eficiência fraca dos mercados de capitais estabelece que os preços devem refletir todas as informações passadas disponíveis. Existiria a incapacidade de se prever preços futuros com base em dados históricos. Os preços seguiriam um passeio ou rumo aleatório, do inglês random walk. Para testar esta hipótese, diversas metodologias e modelos econométricos foram desenvolvidos, a exemplo
dos testes de auto-correlação, raiz unitária (a exemplo dos testes de Dickey-Fuller ampliado e Phillips-Perron) e cointegração (a exemplo do teste de Johansen). Este trabalho analisou a hipótese de eficiência fraca do mercado de American Depositary Receipts, ADRs, emitidos por empresas brasileiras e negociados em bolsas de valores dos Estados Unidos da América. Os resultados obtidos confirmam a hipótese de eficiência: dados históricos das cotações dos ativos analisados seriam incapazes, de um modo geral, de
prever o seu comportamento futuro.

Palavras-chave


Eficiência de mercado

Texto completo: Texto completo

Gestão & Planejamento. ISSN eletrônico (on-line/e-line) 2178-8030
ISSN impresso 1516-9103