IDENTIDADE GERENCIAL DE DIRETORES DE UNIDADES ACADÊMICAS EM UMA UNIVERSIDADE FEDERAL MINEIRA

Angelo Brigato Ésther, Marcos Paulo Barletta Schiavon, Lucas Ferreira Pereira

Resumo


A questão gerencial emerge como campo privilegiado de investigação, à medida que mudanças na instituição universitária exigirão gestores capazes de realizar sua missão. Porém, os estudos sobre a experiência subjetiva de ser e de se tornar gerente ainda são escassos. A identidade é um conceito discutido por diversos campos do conhecimento e, na administração, em particular, vem demonstrando relevância crescente nas publicações nacionais e estrangeiras de grande circulação e impacto. Ao mesmo tempo, os estudos sobre o gestor universitário ainda são escassos no país, o que torna o campo fértil para pesquisas. Assim, esse artigo tem como objetivo discutir como os gestores de unidades acadêmicas constroem sua identidade gerencial. Para tanto, foram entrevistados um total de quatorze sujeitos (sete diretores e sete vice-diretores) de uma universidade federal localizada em Minas Gerais, em importante região econômica, social e cultural. Ao contrário dos achados sobre gerentes privados conduzidos por Linda Hill, os gestores universitários primeiro estabelecem uma rede política de relacionamentos para, em seguida, negociarem agendas de trabalho.

Palavras-chave


Estudos organizacionais

Texto completo: PDF

Gestão & Planejamento. ISSN eletrônico (on-line/e-line) 2178-8030
ISSN impresso 1516-9103