A INFLUÊNCIA DA CULTURA NACIONAL NA CULTURA ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO DE AQUISIÇÃO NO SETOR DE BIOTECNOLOGIA

Luciana Fagundes Silveira, Fernando Coutinho Garcia

Resumo


Este trabalho caracteriza-se como um estudo de caso descritivo, realizado com o propósito de compreender a influência da cultura nacional, no ambiente organizacional, sete anos após o processo de aquisição de uma empresa brasileira do ramo farmacêutico por uma multinacional dinamarquesa. Principal norteador deste trabalho, Hofstede (2003) construiu um modelo teórico que permitiu aos pesquisadores refletirem sobre as influências de uma dada sociedade no contexto das organizações. Teoricamente, este estudo constatou que as duas nações estudadas, Dinamarca e Brasil, estão em lados opostos na escala de Hofstede. Após compreender o espaço de cada uma dessas nações no que concerne às cinco dimensões traçadas por esse pesquisador tornou-se possível investigar na prática o que imperava na organização adquirida: se as dimensões da cultura brasileira e ou da cultura escandinava. Tal investigação foi conduzida a partir da aplicação de 167 questionários aos atuais trabalhadores da multinacional. Com vistas a aprofundar a leitura desse ambiente organizacional foi feita também uma série de entrevistas semiestruturadas, com ex-trabalhadores da empresa nacional e com os atuais gestores da multinacional. O resultado revelou uma expressiva influência da cultura brasileira neste ambiente administrativo, apesar do alto nível de normatização e socialização dos princípios de gestão da empresa escandinava.
Palavras-chave: Aquisição, Cultura Organizacional, Cultura Nacional.

Palavras-chave


Recursos Humanos ; Gestão

Texto completo: PDF

Gestão & Planejamento. ISSN eletrônico (on-line/e-line) 2178-8030
ISSN impresso 1516-9103