DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA PARA CONTAGEM AUTOMÁTICA DE MICRO-CRUSTÁCEOS DA ESPÉCIE ARTEMIA SALINA EMPREGANDO VISÃO COMPUTACIONAL

Fabrício Schramm de Oliveira, Saulo Vargas, Márcio Watanabe, Maurício Edgar Stivanello, Mário Lucio Roloff

Resumo


A contagem de micro-crustáceos da espécie Artemia Salina em testes de toxicidade corresponde a uma atividade essencial para a verificação dos efeitos tóxicos de certas substâncias. A contagem manual normalmente empregada nos testes, porém, mostra-se uma tarefa demorada e propensa a erros. Sistemas computacionais empregados na contagem automática de objetos estão sendo cada vez mais utilizados, e se mostram uma excelente ferramenta para auxiliar laboratoristas e pesquisadores em contagens de partículas e micro-organismos. Porém, grande número destes sistemas pode apenas ser empregado na contagem de micro-organismos ou partículas estáticas, não podendo ser utilizados nos testes de toxicidade visto que estes empregam micro-organismos vivos. Neste trabalho é apresentado o desenvolvimento de um sistema para contagem automática de micro-crustáceos da espécie Artemia Salina. Para isso foram implementadas técnicas de visão computacional com o objetivo de contar os micro-organismos vivos que se movimentam ao longo do tempo nas amostras adquiridas por uma câmera. A partir de uma avaliação estatística, constatou-se que a contagem realizada pelo sistema desenvolvido não difere significativamente da contagem realizada pelo laboratorista, o que comprova a eficiência do sistema automático de contagem

Palavras-chave


Artemia Salina; Contagem automatizada; Contagem de micro-organismos; Teste de Toxicidade; Visão computacional

Texto completo: PDF

Revista de Sistemas e Computação. ISSN 2237-2903