DESIGN PARTICIPATIVO EM SALA DE AULA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DA APLICAÇÃO DO SPIDE NO ENSINO DE IHC

Jean Clemisson Rosa, Filipe Adeodato Garrido, Beatriz Brito do Rêgo, Iuri Santos, Ecivaldo de Souza Matos

Resumo


Este artigo relata a experiência de aplicação do SPIDe (Semio-Participatory Interaction Design) com estudantes de graduação em aulas da disciplina de Interação Humano-Computador na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e em um curso médio-técnico de informática de uma escola pública. O SPIDe foi apresentado por meio de atividades práticas com os estudantes, visando promover o engajamento e colaboração no processo de concepção do design de interação.  Os resultados permitiram identificar modificações necessárias no SPIDe para seu uso pedagógico.

 


Palavras-chave


SPIDe; Engenharia Semiótica; Interação Humano-Computador; Design Semioparticipativo

Texto completo: PDF

Revista de Sistemas e Computação. ISSN 2237-2903